Custom Search

26.9.16

Osteoartrite...Cura caseira.

As causas são desconhecidas, mas sabemos que excesso de peso, atividades repetitivas e obesidade devem ser evitadas.

fonte: https://sites.google.com/site/expositivocombr3/osteoartrite

Conforme a doença progride, os músculos vão ficando mais enrijecidos, perdendo a facilidade de ser movimentar.

A doença é conhecida por ser autoimune, pois o sistema imunológico ataca algumas células e tecidos saudáveis ao invés de proteger contra vírus e bactérias.

Infelizmente, trata-se de uma doença degenerativa, então a tendência é piorar com o passar do tempo. É importante diminuir o consumo de analgésicos, pois eles, muitas vezes, pioram e causam reações adversas.

Além de deixarem sequelas quando usados por muito tempo.

Por isso, para aliviar os sintomas, você pode fazer um remédio natural à base e ervas.  


INGREDIENTES

1 colher (sopa) de tomilho

1 colher (sopa) de alecrim

1 colher (sopa) de hortelã

1 colher (sopa) de sálvia

1 litro de água


MODO DE PREPARO

Adicione água numa panela e leve ao fogo alto.

Quando ferver, coloque as ervas secas ou frescas.

Feito isso, abaixe o fogo e deixe por mais cinco minutos.

Em seguida, desligue o fogo e deixe descansar por 15 minutos com a panela ainda tampada.

Depois, coe o remédio. Beba duas ou três xícaras por dia, durante três semanas consecutivas.

Você pode beber morno ou frio.

As ervas do chá você compra em lojas de produtos naturais ou de especiarias e temperos.

Além da receita, você pode seguir algumas instruções para aliviar a dor:

- Descanse

- Evite açúcar em sua dieta

- Evite usar salto alto

- Evite usar escadas

- Pratique exercícios mais leves

- Use sapatos adequados e confortáveis

- Tome sol (vitamina D)

- Consuma cloreto de magnésio.

O que é Cromoterapia

O que é Cromoterapia:

cromoterapia é um tipo de tratamento que consiste na utilização das cores para curar doenças e restaurar o equilíbrio físico e emocional do paciente. A palavra tem origem no grego "khrôma" que significa "cor".
Historiadores afirmam que no Antigo Egito a cor - através dos raios solares - já era usada para o benefício do ser humano. Mais tarde, no século XVIII, o cientista alemão Johann Wolfgang von Goethe conduziu uma pesquisa exaustiva a respeito das cores, concluindo que elas têm um determinado efeito. Ele concluiu que o vermelho estimula, o azul suaviza, o amarelo causa alegria e o verde é relaxante.
Contudo, a cromoterapia só chegou ao Ocidente no século XIX. Nos dias de hoje, a cromoterapia está relacionada com as sete cores do espectro solar, e normalmente um suporte com uma lâmpada de 25 watts é usada no tratamento, onde é colocado a 5 centímetros da pele, atuando durante aproximadamente 3 minutos.
A cromoterapia é muitas vezes ligada com algumas práticas esotéricas, como o Feng Shui, os cristais e a astrologia. Em muitos casos, as sete cores usadas na cromoterapia estão diretamente ligadas aos chakras, que são considerados campos de energia que têm influência nas nossas emoções e corpos.
O significado de algumas das cores usadas na cromoterapia é:
Vermelho: É uma cor poderosa e deve haver precauções no seu uso, pois em excesso pode provocar nervosismo e ansiedade. Pode despertar a sexualidade e erotismo.  Área de atuação: ativa a circulação e estimula o sistema nervoso. O vermelho está ligado ao chakra básico, que está localizado no baixo ventre e que comanda a coluna vertebral.
Laranja: É uma cor alegre e antidepressiva. Área de atuação: rejuvenesce e melhora o metabolismo e o sistema digestivo. Pode elevar a pressão sanguínea. Corresponde ao chakra umbilical, que comanda as ações relacionadas com o sexo. Influencia o processo de tomar decisões.
Amarelo: É uma cor inspiradora por isso pode provocar alguma distração e perda do foco. Esta cor influencia o dinamismo e a capacidade de expressão. Área de atuação: olhos, ouvidos, ossos e tecidos internos. Está ligada ao chakra Plexo Solar que rege o estômago e corresponde ao poder pessoal e satisfação.
Verde: É uma cor associada à natureza, tranquilidade, equilíbrio e saúde. Área de atuação: problemas cardíacos, dores de cabeça, insônias, etc. É uma cor referente ao chakra cardíaco, que comanda o coração e o sistema circulatório.
Azul: É uma cor relaxante, que traz paz, serenidade e promove a meditação. Área de atuação: baixa a pressão arterial, tem função analgésica . Corresponde ao chakra laríngeo, que atua no sistema respiratório e faz a gestão da expressão verbal.
Índigo: É uma cor que simboliza a intuição e a compreensão. Área de atuação: purifica o sangue e tem um efeito anestésico e coagulante. É representada pelo chakra frontal, localizado no centro da testa e que controla o sistema nervoso.
Violeta: É uma cor relacionada com a estabilidade e paz na consciência. Promove a concentração e eleva a autoestima. Área de atuação: acalma os nervos e os músculos do corpo, e elimina infeções e inflamações. O chakra correspondente é o coronário, localizado no alto da cabeça e que está relacionado com a concentração e espiritualidade COMO REGULAR A RECEPÇÃO E A DISTRIBUIÇÃO DA ENERGIA MAGNÉTICA


   Enquanto trabalhamos nosso magnetismo, há um recurso muito simples e de grande efeito que podemos usar. Essa técnica consiste em usar roupa íntima colorida, de modo a cobrir o primeiro e o segundo chakras.

   Esse recurso exige que façamos uma cuidadosa seleção da cor da roupa íntima, pois uma escolha errada irá magnetizar aquilo que não desejamos. Vamos relacionar as cores que podem ser usadas e explicar qual sua aplicação.

BRANCO:

   É uma cor de roupa íntima ótima para dormir, para fazer ioga, para meditar, para absorver energias dos sons, das luzes, da aromaterapia e outras. No entanto, se você tem tido muitos sonhos perturbadores ou está fora de um ambiente energéticamente seguro, ela é perigosa porque não cria bloqueio e deixa os dois primeiros chakras muito expostos.

PRETO:

   É a cor de roupa íntima que mais protege os dois primeiros chakras, ela cria bloqueio e impede qualquer contaminação energética. No entanto, não corrige estados vibratórios negativos, nem ajuda a absorver as boas energias. É excelente para ir a lugares energeticamente negativos e para estar em aglomerados de pessoas, como festas.

VERDE:

   É a cor da limpeza dos campos magnéticos. Quando há contaminação energética ou quando o magnetismo está errado, isto é, você atrai aquilo que não é bom e não deseja, essa é a cor certa para sua roupa íntima. Quem atrai ladrões, quem atrai amores complicados, quem só atrai discussão e confusão, quem não acha um bom empregado e só encontra maus negócios é porque não está com o magnetismo bom, deve usar verde.

AZUL:

   É uma cor calmante, suave, equilibradora. Atrai dinheiro, dá prosperidade e fartura. Usar roupa íntima dessa cor nunca faz mal. Ela pode não ajudar a corrigir, mas não interfere negativamente.

ROSA E LARANJA:

   São cores estimulantes para os dois primeiros chakras. O rosa atua mais no primeiro e o laranja, que fica melhor no tom salmão, atua mais no segundo chakra. Essas são as cores usadas para quem tem aquelas doenças relacionadas com o centro de energia, que já citamos. E, isto é muito importante, o rosa é a cor certa para atrair amor e amizades.

PRATEADO E DOURADO:

   Essas cores podem ser usadas quando há necessidade de exaltar a feminilidade e a masculinidade. O prata é uma vibração lunar, feminina. O dourado é uma vibração solar, masculina.

   Há outras cores, mas nosso interesse é o magnetismo, por isso essas são as opções. Quando está tudo bem, usamos a cor que mais nos agradar, variando sempre que possível.

   Para tratamento do magnetismo, escolha uma cor e use-a quase que exclusivamente durante pelo menos um mês ou mais. Você sentirá quando é hora de deixar.

   Lembre-se que para ter o efeito desejado é preciso cobrir o umbigo e a base da coluna com a roupa íntima.

   Os tons preferidos para as cores são os claros e os vivos, mas os tons muito escuros, como o azul-marinho e o verde-escuro, são menos indicados, embora possam ser usados eventualmente.

COR PARA ESTADOS MENTAIS:

   Você pode aliar ao uso da cor na roupa íntima o uso de fronhas coloridas para estimular um estado mental semelhante que lhe permita ter um magnetismo bem forte.

ROSA CLARO: para amor, ajuda no primeiro chakra.

VERDE: saúde e purificação, limpeza de energias indesejadas.

AZUL: dinheiro, equilíbrio e harmonia.

AMARELO CLARO OU BEGE: quando a mente está sem força ou não consegue definir caminhos.

BRANCO: é neutro, não interfere em outras energias.

SALMÃO CLARO: para o segundo chakra, faz ser acolhedor.

   Nunca durma com a cabeça sobre fronha vermelha, amarelo forte, preta ou outras mcores escuras, pois essas cores perturbam a mente.

 A Influência dos Chacras
Nós temos o sistema dos setechacras amplamente estudado há milhares de anos atrás pelos hindus e que aparece no livro sagrado dos Vedas. Esta visão dos chakras que hoje ganhou o ocidente, e que grande parte do mundo já conhece, fala dos principais centros de energia que nós temos no nosso corpo físico. E neste processo, tudo que você pensa e sente se configura em uma categoria.
1º Chacra – Quando eu penso e sinto coisas a respeito do meu trabalho, da minha vida material, da minha energia de base e da minha energia física.
2º Chakra- Quando penso nas questões do prazer pela vida, dos relacionamentos com outras pessoas, relacionamento que eu tenho comigo mesmo, da minha autoestima, da minha autoaceitação e do meu autoamor.
3º Chacra - Quando me relaciono com o meu poder pessoal, com as minhas emoções, com a minha inciativa, a minha alegria, a minha tristeza, a minha força interior e a minha força de criatividade por ação.
4º Chacra – Quando tenho sentimentos altruístas, aquele sentimento equilibrado de verdade, de compaixão e de tolerância pela força do amor.
5º Chacra - No instante em que o foco é minha expressão, materialização de objetivos, capacidade de falar, de me comunicar, a capacidade de expressar ao mundo aquilo que eu penso.
6º Chacra - Quando estou falando a cerca das questões da capacidade de cocriar o mundo, da capacidade de agir com base em pensamentos, da capacidade de discernir o que deve ou não deve ser feito, a capacidade de ancorar os pensamentos a respeito de tudo que me envolve.
7º Chacra - Quando penso na minha causa maior, na essência do meu espírito, na minha ligação com Deus, na força que vem do alto, na causa da existência.
 Deste modo, tudo que você pensa e sente será setorizado. Quando eu pensar coisas tristes, vai para o terceiro chacra. Quando eu pensar e agir com falta de compaixão, falta de amor, vai para o quarto chacra. Quando eu não conseguir verbalizar, quando eu não conseguir materializar meus sonhos, projetos e minha ideias, irá desiquilibrar o quinto chacra. Quando eu tiver pensamentos inapropriados, quando o meu pensamento não for uma cópia do pensamento ideal, do pensamento divino e eu for pessimista, pensar só besteira e usar minha mente para me preocupar ou criar coisas ruins, isso vai refletir na energia do sexto chacra. Quando tiver problemas de autoestima, atingirá o segundo chacra. Quando os problemas forem de base, de estrutura, de dinheiro, de emprego, de trabalho, de casa, estou falando do primeiro chacra.
Ou seja, o seu corpo recebe as influências daquilo que você pensa e sente por vibrações, por freqüências. Por isso é que cada chakra é associado a uma cor.
O vermelho é associado ao primeiro chakra, fala de uma vibração mais densa. O violeta é associado ao sétimo chacra, fala de uma vibração mais sutil, mais conectada com o bem maior e com a sutileza das coisas espirituais. Isso não quer dizer que o vermelho é ruim e que o violeta seja a melhor cor do mundo, não, apenas que são aspectos mais sutis ou mais densos de acordo com densidade da vida do mundo extrafísico.
Fizemos esta introdução para explicar a questão da autodefesa psíquica e da proteção. 
E isto acontece de uma maneira muito interessante e é importante para você perceber que 
nós somos corpos de energia. O que nós estamos vendo é o nosso corpo físico, mas nós
 somos um campo de energia. A Física já fala que tudo no Universo é matéria ou energia. 
Só que matéria é energia condensada e agrupada.  Então, teoricamente, energia é a matéria
 que ainda não foi condensada e agrupada. Nós somos energia condensada na forma
 de corpo físico e essa energia mais sutil fica interagindo conosco e construindo quem 
nós somos o tempo inteiro. E tudo que pensamos, sentimos e acreditamos também
 reflete nessa qualidade.
Assim, no processo da autodefesa e proteção psíquica, se todos nós somos corpos de energia, temos a nossa aura, temos os nossos chakras e a nossa aura tem a capacidade de se moldar de acordo com os pensamentos e sentimentos, quando eu tenho bons pensamentos, eu construo uma aura melhor. E quando eu tenho maus pensamentos e emoções desequilibradas, eu desequilibro a minha aura. 
Entretanto, nos comunicamos com pessoas o tempo inteiro! E há uma lei, a nona lei da energia diz que “Quando dois corpos se encontram, jamais serão os mesmos”. Porque quando você vê duas pessoas se encontrando, você acha que há apenas um contato físico, mas há uma troca de energia e a lei do equilibrio diz que: “Quando duas pessoas se encontrarem, uma cederá a outra elementos, para que as duas encontrem uma mesma faixa de equilíbrio”.
Perceba que todos os dias você tem contato com diversas pessoas e você troca energia com elas. Aí você deve estar pensando:
-“Uau! Então, estou perdido, porque agora eu estou tendo consciência de quantas pessoas negativas eu tenho contato diariamente. Troco energia com elas e assim posso diminuir a minha força”?
Sim, pode acontecer. Mas esse não é o pior dos casos, porque se fosse, nós não poderíamos ter contato com ninguém, não poderíamos fazer amizades com ninguém, não poderíamos viver a vida com ninguém, porque nos tornaríamos pessoas completamente isoladas do mundo, com a ideia de que nós não trocaríamos energia. É errado, porque você precisa viver em sociedade.
Qual é o problema?
É quando nos envolvemos com a situação do outro, o problema é pegar para nós a dor e o sofrimento do outro. Então, essa pessoa que você conhece no seu trabalho que é muito negativa, deixe que ela seja, pois é o jeito dela. Fique cinco minutos com ela e se afaste. Não convide essa pessoa para jantar ou para ser o padrinho do seu filho, não convide essa pessoa para ser seu amigo de diversão. Temos que respeitá-las e amá-las, contudo elas decidiram ser como são. Se você as considera negativas e acha que os seus atos não são legais para a sua energia, simplesmente coloque limites entre vocês, coloque os limites necessários para uma interação saudável. Nada mais do que isso.
O grande problema é quando você começa a julgar. E todo mundo julga o outro, embora haja uma passagem bíblica que nos alerta a importância de não julgarmos. Porque quando julgamos, nós trocamos energia. E se você diz “Nossa, olha o filho do vizinho, ele está usando drogas. Aonde já se viu?!” você está julgando, por mais que a atitude do outro seja “condenável”, quem julga está entrando na energia do outro.
Pesquisas científicas recentes revelam que não há como você desejar ou pensar uma coisa de alguém, sem antes desejar e pensar de si próprio. Então, quando você está achando um absurdo o que o outro faz, essa emoção negativa de espanto, de atenção que você dá em relação ao outro está passando por você primeiro. E é por isso que o não julgar é a ferramenta essencial da autodefesa psíquica e proteção espiritual.
Portanto, quando você vê alguém fazendo um erro, respeite o seu tempo. Quando você perceber que uma pessoa da sua família está agindo por um caminho errado, respeite o tempo de aprendizado dela. Realmente, tome o cuidado de nunca dar o peixe. Ensine a pescar o peixe apenas se você tiver a oportunidade e se a pessoa quiser aprender. Respeite o livre arbítrio dela, porque pode ser que ela precisará aprender de um jeito diferente do qual você sabe ensinar. Não é porque você sabe o caminho certo para ela, que você tem que falar.
Então, muitas vezes, quando chegamos em casa no final da tarde e não temos forças para fazer nenhuma atividade além daquelas que já realizamos no dia de trabalho normal, é porque nós perdemos tanto tempo julgando e determinando se a pessoa do seu lado fez certo ou não fez, sofrendo com a emoção dos outros, sofrendo com as emoções que dos noticiários, que lemos nos livros, nos jornais ou ouvimos no rádio.
Esse é um grande erro!
Quando as situações ruins vêm para você, e elas passam por dentro de você, elas te enfraquecem, porque elas mudam o que você pensa e sente, diminui o seu nível de energia e gratidão pela vida e o seu campo áurico se retrai. E quando a sua aura se retrai, a sua proteção espiritual cai.
Então, não adianta você querer sustentar uma proteção espiritual com base em amuletos, patuás, tratamentos com ervas e tudo mais. Todos esses elementos adicionais vão ajudar você a construir um campo de energia, uma aura mais forte. Eles são bons, eu não disse que eles não servem, mas não adianta transferir a responsabilidade da proteção espiritual para um pai de santo que faz uma oferenda para proteger a sua energia, para um especialista em Radiestesia que vai trabalhar a sua energia num gráfico, para uma pessoa que faz apometria para limpar a sua energia ou para um reikiano energizar você numa sessão comum. Não adianta você transferir a sua responsabilidade para outra pessoa! Todas essas práticas podem lhe ajudar, mas você é 100% responsável pela sua energia, você é 100% responsável pela sua autodefesa psíquica e pela sua proteção espiritual.
Se você estiver chegando em casa todos os dias completamente sem energia, pare cinco minutos, faça uma oração, contemple o seu amor pela vida, agradece a Deus por tudo, analise se você anda julgando muito os outros, porque é aí que você perde energia.
Quero muito que você possa realmente ter refletido sobre algumas coisas e que perceba que é muito mais simples do que parece, mas precisa atenção, comprometimento e dedicação.
Um forte e fraterno abraço!

 A Influência dos Chacras
Nós temos o sistema dos sete chacras amplamente estudado há milhares de anos atrás pelos hindus e que aparece no livro sagrado dos Vedas. Esta visão dos chakras que hoje ganhou o ocidente, e que grande parte do mundo já conhece, fala dos principais centros de energia que nós temos no nosso corpo físico. E neste processo, tudo que você pensa e sente se configura em uma categoria.
1º Chacra – Quando eu penso e sinto coisas a respeito do meu trabalho, da minha vida material, da minha energia de base e da minha energia física.
2º Chakra- Quando penso nas questões do prazer pela vida, dos relacionamentos com outras pessoas, relacionamento que eu tenho comigo mesmo, da minha autoestima, da minha autoaceitação e do meu autoamor.
3º Chacra - Quando me relaciono com o meu poder pessoal, com as minhas emoções, com a minha inciativa, a minha alegria, a minha tristeza, a minha força interior e a minha força de criatividade por ação.
4º Chacra – Quando tenho sentimentos altruístas, aquele sentimento equilibrado de verdade, de compaixão e de tolerância pela força do amor.
5º Chacra - No instante em que o foco é minha expressão, materialização de objetivos, capacidade de falar, de me comunicar, a capacidade de expressar ao mundo aquilo que eu penso.
6º Chacra - Quando estou falando a cerca das questões da capacidade de cocriar o mundo, da capacidade de agir com base em pensamentos, da capacidade de discernir o que deve ou não deve ser feito, a capacidade de ancorar os pensamentos a respeito de tudo que me envolve.
7º Chacra - Quando penso na minha causa maior, na essência do meu espírito, na minha ligação com Deus, na força que vem do alto, na causa da existência.
 Deste modo, tudo que você pensa e sente será setorizado. Quando eu pensar coisas tristes, vai para o terceiro chacra. Quando eu pensar e agir com falta de compaixão, falta de amor, vai para o quarto chacra. Quando eu não conseguir verbalizar, quando eu não conseguir materializar meus sonhos, projetos e minha ideias, irá desiquilibrar o quinto chacra. Quando eu tiver pensamentos inapropriados, quando o meu pensamento não for uma cópia do pensamento ideal, do pensamento divino e eu for pessimista, pensar só besteira e usar minha mente para me preocupar ou criar coisas ruins, isso vai refletir na energia do sexto chacra. Quando tiver problemas de autoestima, atingirá o segundo chacra. Quando os problemas forem de base, de estrutura, de dinheiro, de emprego, de trabalho, de casa, estou falando do primeiro chacra.
Ou seja, o seu corpo recebe as influências daquilo que você pensa e sente por vibrações, por freqüências. Por isso é que cada chakra é associado a uma cor.
O vermelho é associado ao primeiro chakra, fala de uma vibração mais densa. O violeta é associado ao sétimo chacra, fala de uma vibração mais sutil, mais conectada com o bem maior e com a sutileza das coisas espirituais. Isso não quer dizer que o vermelho é ruim e que o violeta seja a melhor cor do mundo, não, apenas que são aspectos mais sutis ou mais densos de acordo com densidade da vida do mundo extrafísico.
Quer saber como está o Equilíbrio dos seus Chakras? Faça o Teste Interativo!
Fizemos esta introdução para explicar a questão da autodefesa psíquica e da proteção. E isto acontece de uma maneira muito interessante e é importante para você perceber que nós somos corpos de energia. O que nós estamos vendo é o nosso corpo físico, mas nós somos um campo de energia. A Física já fala que tudo no Universo é matéria ou energia. Só que matéria é energia condensada e agrupada.  Então, teoricamente, energia é a matéria que ainda não foi condensada e agrupada. Nós somos energia condensada na forma de corpo físico e essa energia mais sutil fica interagindo conosco e construindo quem nós somos o tempo inteiro. E tudo que pensamos, sentimos e acreditamos também reflete nessa qualidade.
Assim, no processo da autodefesa e proteção psíquica, se todos nós somos corpos de energia, temos a nossa aura, temos os nossos chakras e a nossa aura tem a capacidade de se moldar de acordo com os pensamentos e sentimentos, quando eu tenho bons pensamentos, eu construo uma aura melhor. E quando eu tenho maus pensamentos e emoções desequilibradas, eu desequilibro a minha aura. 
Entretanto, nos comunicamos com pessoas o tempo inteiro! E há uma lei, a nona lei da energia diz que “Quando dois corpos se encontram, jamais serão os mesmos”. Porque quando você vê duas pessoas se encontrando, você acha que há apenas um contato físico, mas há uma troca de energia e a lei do equilibrio diz que: “Quando duas pessoas se encontrarem, uma cederá a outra elementos, para que as duas encontrem uma mesma faixa de equilíbrio”.
Perceba que todos os dias você tem contato com diversas pessoas e você troca energia com elas. Aí você deve estar pensando:
-“Uau! Então, estou perdido, porque agora eu estou tendo consciência de quantas pessoas negativas eu tenho contato diariamente. Troco energia com elas e assim posso diminuir a minha força”?
Sim, pode acontecer. Mas esse não é o pior dos casos, porque se fosse, nós não poderíamos ter contato com ninguém, não poderíamos fazer amizades com ninguém, não poderíamos viver a vida com ninguém, porque nos tornaríamos pessoas completamente isoladas do mundo, com a ideia de que nós não trocaríamos energia. É errado, porque você precisa viver em sociedade.
Qual é o problema?
É quando nos envolvemos com a situação do outro, o problema é pegar para nós a dor e o sofrimento do outro. Então, essa pessoa que você conhece no seu trabalho que é muito negativa, deixe que ela seja, pois é o jeito dela. Fique cinco minutos com ela e se afaste. Não convide essa pessoa para jantar ou para ser o padrinho do seu filho, não convide essa pessoa para ser seu amigo de diversão. Temos que respeitá-las e amá-las, contudo elas decidiram ser como são. Se você as considera negativas e acha que os seus atos não são legais para a sua energia, simplesmente coloque limites entre vocês, coloque os limites necessários para uma interação saudável. Nada mais do que isso.
O grande problema é quando você começa a julgar. E todo mundo julga o outro, embora haja uma passagem bíblica que nos alerta a importância de não julgarmos. Porque quando julgamos, nós trocamos energia. E se você diz “Nossa, olha o filho do vizinho, ele está usando drogas. Aonde já se viu?!” você está julgando, por mais que a atitude do outro seja “condenável”, quem julga está entrando na energia do outro.
Pesquisas científicas recentes revelam que não há como você desejar ou pensar uma coisa de alguém, sem antes desejar e pensar de si próprio. Então, quando você está achando um absurdo o que o outro faz, essa emoção negativa de espanto, de atenção que você dá em relação ao outro está passando por você primeiro. E é por isso que o não julgar é a ferramenta essencial da autodefesa psíquica e proteção espiritual.
Portanto, quando você vê alguém fazendo um erro, respeite o seu tempo. Quando você perceber que uma pessoa da sua família está agindo por um caminho errado, respeite o tempo de aprendizado dela. Realmente, tome o cuidado de nunca dar o peixe. Ensine a pescar o peixe apenas se você tiver a oportunidade e se a pessoa quiser aprender. Respeite o livre arbítriodela, porque pode ser que ela precisará aprender de um jeito diferente do qual você sabe ensinar. Não é porque você sabe o caminho certo para ela, que você tem que falar.
Então, muitas vezes, quando chegamos em casa no final da tarde e não temos forças para fazer nenhuma atividade além daquelas que já realizamos no dia de trabalho normal, é porque nós perdemos tanto tempo julgando e determinando se a pessoa do seu lado fez certo ou não fez, sofrendo com a emoção dos outros, sofrendo com as emoções que dos noticiários, que lemos nos livros, nos jornais ou ouvimos no rádio.
Esse é um grande erro!
Quando as situações ruins vêm para você, e elas passam por dentro de você, elas te enfraquecem, porque elas mudam o que você pensa e sente, diminui o seu nível de energia e gratidão pela vida e o seu campo áurico se retrai. E quando a sua aura se retrai, a sua proteção espiritual cai.
Então, não adianta você querer sustentar uma proteção espiritual com base em amuletos, patuás, tratamentos com ervas e tudo mais. Todos esses elementos adicionais vão ajudar você a construir um campo de energia, uma aura mais forte. Eles são bons, eu não disse que eles não servem, mas não adianta transferir a responsabilidade da proteção espiritual para um pai de santo que faz uma oferenda para proteger a sua energia, para um especialista em Radiestesia que vai trabalhar a sua energia num gráfico, para uma pessoa que faz apometria para limpar a sua energia ou para um reikiano energizar você numa sessão comum. Não adianta você transferir a sua responsabilidade para outra pessoa! Todas essas práticas podem lhe ajudar, mas você é 100% responsável pela sua energia, você é 100% responsável pela sua autodefesa psíquica e pela sua proteção espiritual.
Se você estiver chegando em casa todos os dias completamente sem energia, pare cinco minutos, faça uma oração, contemple o seu amor pela vida, agradece a Deus por tudo, analise se você anda julgando muito os outros, porque é aí que você perde energia.
Quero muito que você possa realmente ter refletido sobre algumas coisas e que perceba que é muito mais simples do que parece, mas precisa atenção, comprometimento e dedicação.
Um forte e fraterno abraço!
Harmonização dos Chakras
A técnica original de harmonização saiu do livro “Manual do Curador: Manipulação da Biopsicoenergia”, ditado pelo espírito Irmã Maria Clara e equipe médica espiritual a Geraldo Medeiros Jr. Infelizmente não existem mais edições desse livro pela Editora Butterfly, mas se você tiver interesse poderá encontrá-lo em sebos virtuais como a Estante Virtual (clique aqui).
Para quem não tem familiaridade, recomendo que de início dê uma pesquisada rápida sobre os Chakras. O termo “chakra” vem do sânscrito e significa roda. Na Ayurveda (Ciência da Vida) – sistema médico oficial da Índia com características tão próprias quanto, por exemplo, a Medicina Tradicional Chinesa – os Chakras são centros distribuídos ao longo de regiões do organismo e que se encarregam da recepção do prana (energia vita) e sua distribuição pelo corpo.
Cada um destes centros é como se fosse um funil que suga a energia vital; os principais são em número de 7 e cada um se relaciona a uma cor, dimensão da consciência, glândula, entre várias outras características diferentes. Contudo, ao olhar para o simbolismo e o conhecimento do Chakra, pode-se pensar sobre que tipo de coisas podem estar afetando aquela região do corpo que temos mais sensível: por exemplo garganta, região estomacal, etc.
Você pode fazer uma leitura rápida sobre eles na Wikipédia: clique aqui.
Sempre que eu me sinto desvitalizado ou doente, antes de dormir costumo aplicar essa mentalização. Você pode aplicá-la como meditação em outros momentos e situações. O que ela ajuda é a harmonizar a abertura e o funcionamento de cada um destes centros. E a partir desse ponto peço a inspiração da Irmã Maria Clara e dos mentores queridos para poder relatar de forma correta.
“Inicialmente, num local confortável, respire fundo. Sinta as correntes de ar entrando e saindo dos pulmões, tomando consciência de cada porção do seu corpo da cabeça aos pés. Permita-se entrar num estado de relaxamento, onde você encontrará a si mesmo junto de todo o Poder do Universo.
“Visualize uma luz branca sobre a parte alta de sua cabeça. Sinta-a ali, simplesmente; como se ela estivesse dançando e trazendo paz, saúde, refazimento. Deixe que ali ela fique o tempo suficiente, enquanto você mantém sua respiração tranquila e devagar. Quando sentir que o tempo é suficiente inspire o ar e o prenda nos pulmões por alguns segundos, visualizando esta luz também entrando e parando no interior da região do alto da cabeça. Solte o ar, e agora visualize a luz se transportando para a altura da testa iluminando toda sua região dos olhos, nariz, ouvidos, nuca.
“Repita o processo: deixe que a luz permaneça ali pelo tempo suficiente, a seguir inspire retendo o ar e a luz, agora no interior da cabeça na altura dos olhos; depois ao soltar o ar, visualize a luz se encaminhando para a região da garganta, e envolvendo todos os órgãos da fala, a boca, dentes, maxilar.
“Repita o processo: deixe que a luz permaneça ali pelo tempo suficiente, a seguir inspire retendo o ar e a luz, agora no interior da garganta e de toda esta região trabalhada; depois ao soltar o ar, visualize a luz se encaminhando para o centro do coração, e toda esta região sendo iluminada, envolvendo os pulmões, coração, ombros, parte de trás do tórax, braços e mãos.
“Repita o processo: deixe que a luz permaneça ali pelo tempo suficiente, a seguir inspire retendo o ar e a luz, agora no interior do peito; depois ao soltar o ar, visualize a luz se encaminhando para o centro do plexo solar, sobre a área de estômago e fígado, intestino delgado, região posterior na coluna, harmonizando esta região e a envolvendo.
“Repita o processo: deixe que a luz permaneça ali pelo tempo suficiente, a seguir inspire retendo o ar e a luz, agora no interior do abdome superior; depois ao soltar o ar, visualize a luz se encaminhando para a região umbilical, agora iluminando os órgãos da cavidade abdominal e a porção da coluna na parte posterior do corpo, trazendo luz e recuperação para toda essa região.
“Repita o processo: deixe que a luz permaneça ali pelo tempo suficiente, a seguir inspire retendo o ar e a luz, agora no interior da barriga; depois ao soltar o ar, visualize a luz de encaminhando para a base da coluna, iluminando o períneo, e os órgãos sexuais, pernas, glúteos, sacro. Que a luz ilumine, harmonize, refaça toda a energia desta região que é tão importante porque se liga à vida na matéria.
“Para completar todo o ciclo, neste momento retenha o ar e a luz nesta região pélvica e ao expirar, soltar o ar, visualize a luz de movendo pela coluna e voltando ao topo da cabeça. Permaneça alguns segundos sentindo todo seu corpo energético e físico iluminados por essa radiação branca, trazendo-lhe bem estar. Sinta como se esta luz continuasse a se mover ao seu redor, formando uma unidade, um circuito com todos os pontos ligados. Agradeça a Deus por ter permitido esta pequena mentalização.”
Uma das coisas interessantes nessa técnica é que em alguns casos se pode começar a sentir quando a região do Chakra não estava bem. Se você já conhece cada um deles, pode dar ênfase durante a mentalização na sua iluminação. Esta prática é bastante útil.
           …ALIMENTOS ALCALINOS…. 

VEGETAIS ALCALINIZANTES

  • Alfafa
  • Cevada
  • Folhas de Beterraba
  • Beterraba
  • Brócolis
  • Repolho
  • Cenoura
  • Couve-Flor
  • Aipo
  • Acelga
  • Chlorella
  • Couve-galega
  • Pepino
  • Dente-de-leão
  • Dulce
  • Flores comestíveis
  • Berinjela
  • Vegetais Fermentados
  • Alho
  • Feijão Verde
  • Ervilha
  • Couve
  • Couve-rábano
  • Alface
  • Cogumelos
  • Folhas de Mostarda
  • Cebola
  • Ervilha
  • Pimenta
  • Abóbora
  • Rabanete
  • Couve-nabo
  • Vegetais marinhos
  • Espinafre
  • Spirulina
  • Brotos
  • Batata Doce
  • Tomates
  • Agrião

VEGETAIS ORIENTAIS ALCALINIZANTES

  • Daikon
  • Raiz de dente-de-leão
  • Kombu
  • Maitake
  • Nori
  • Reishi
  • Shitake
  • Umeboshi
  • Wakame

FRUTAS ALCALINIZANTES

  • Maçã
  • Damasco
  • Abacate
  • Banana
  • Frutas vermelhas
  • Amora
  • Melão Cantaloupe
  • Cereja
  • Coco
  • Groselha
  • Tâmara
  • Figo
  • Uva
  • Toranja
  • Melão
  • Limão
  • Lima
  • Melão
  • Nectarina
  • Laranja
  • Pêssego
  • Pera
  • Abacaxi
  • Uvas passas
  • Framboesa
  • Ruibarbo
  • Morango
  • Tangerina
  • Tomate
  • Frutas Tropicais
  • Ameixa Umeboshi
  • Melancia

PROTEÍNAS ALCALINIZANTES

  • Amêndoas
  • Castanhas
  • Milhete
  • Tempeh (fermentado)
  • Tofu (fermentado)
  • Proteína do soro do leite (whey protein)  em Pó

ADOÇANTES ALCALINIZANTES

  • Stevia

TEMPEROS ALCALINIZANTES

  • Chili
  • Canela
  • Curry
  • Gengibre
  • Ervas (todas)
  • Misso
  • Mostarda
  • Sal Marinho
  • Molho de Soja

OUTROS ALCALINIZANTES

  • Água Antioxidante Alcalina
  • Vinagre de Maçã
  • Pólen de Abelha
  • Suco de Frutas Frescas
  • Sucos de Folhas Verdes
  • Grãos de lecitina
  • Água Mineral
  • Melaço
  • Culturas Probióticas
  • Laticínios Fermentados
  • Sucos de Vegetais

MINERAIS ALCALINIZANTES

  • Cálcio: pH 12
  • Césio: pH 14
  • Magnésio: pH 9
  • Potássio: pH 14
  • Sódio: pH 14
Embora possa parecer que frutas cítricas teriam um efeito acidificante no corpo, o ácido cítrico que elas contêm na verdade tem um efeito alcalinizante no sistema.
Note que a tendência de formação de ácidos ou alcalinos dos alimentos não tem nada a ver com o pH do próprio alimento. Por exemplo, o limão é muito ácido, entretanto os produtos dele após a digestão e assimilação são muito alcalinos, então o limão é um alcalinizante no corpo. Da mesma forma, a carne é alcalina antes da digestão, mas ela deixa resíduos muito ácidos no corpo, então, como quase todos os produtos animais, a carne forma ácidos.

…ALIMENTOS ÁCIDOS….

VEGETAIS ACIDIFICANTES

  • Milho
  • Lentilha
  • Azeitonas
  • Abóbora (Winter Squash)

FRUTAS ACIDIFICANTES

  • Mirtilo
  • Frutas enlatadas ou cristalizadas
  • Cranberry
  • Groselha
  • Ameixa

GRÃOS E PRODUTOS DE GRÃOS ACIDIFICANTES

  • Amaranto
  • Cevada
  • Farelo de aveia
  • Farelo de Trigo
  • Pão
  • Milho
  • Amido de Milho
  • Bolachas
  • Farinha de trigo
  • Farinha branca
  • Farinha de semente de cânhamo
  • Kamut
  • Macarrão
  • Talharim
  • Aveia
  • Aveia (grão)
  • Quinoa
  • Arroz (todos)
  • Bolos de arroz
  • Centeio
  • Espaguete
  • Espelta
  • Gérmen de trigo
  • Trigo

FEIJÕES E LEGUMES ACIDIFICANTES

  • Leite de Amêndoas
  • Feijão Preto
  • Grão de bico
  • Ervilha Verde
  • Feijão Comum
  • Lentilha
  • Feijão carioca
  • Feijão Vermelho
  • Leite de arroz
  • Soja
  • Leite de soja
  • Feijão Branco

LATICÍNIOS ACIDIFICANTES

  • Manteiga
  • Queijo
  • Queijo Processado
  • Sorvete
  • Leite

CASTANHAS E MANTEIGAS ACIDIFICANTES

  • Caju
  • Legumes
  • Manteiga de Amendoim
  • Amendoim
  • Noz-pecã
  • Tahini
  • Nozes

PROTEÍNA ANIMAL ACIDIFICANTE

  • Bacon
  • Vaca
  • Carpa
  • Amêijoa
  • Bacalhau
  • Carne Seca
  • Peixe
  • Cordeiro
  • Lagosta
  • Mexilhão
  • Carnes de Órgãos
  • Ostra
  • Pike
  • Porco
  • Coelho
  • Salmão
  • Sardinha
  • Salsicha
  • Vieiras
  • Crustáceos
  • Camarão
  • Atum
  • Peru
  • Vitela
  • Veado

GORDURAS E ÓLEOS ACIDIFICANTES

  • Óleo de Abacate
  • Manteiga
  • Óleo de Canola
  • Óleo de Milho
  • Óleo de Linhaça
  • Óleo de Cânhamo
  • Banha de Porco
  • Azeite de Oliva
  • Óleo de cártamo
  • Óleo de Gergelim
  • Óleo de Girassol

ADOÇANTES ACIDIFICANTES

  • Alfarroba
  • Xarope de Milho
  • Açúcar

ÁLCOOL ACIDIFICANTE

  • Cerveja
  • Destilados
  • Aguardente
  • Vinho

OUTROS ALIMENTOS ACIDIFICANTES

  • Molho de tomate
  • Cacau
  • Café
  • Mostarda
  • Vinagre

MEDICAMENTOS E QUÍMICOS ACIDIFICANTES

  • Aspirina
  • Químicos
  • Medicamentos
  • Drogas
  • Herbicidas
  • Pesticidas
  • Tabaco

ALIMENTOS NÃO SAUDÁVEIS ACIDIFICANTES

  • Cerveja: pH 2,5
  • Coca-Cola: pH 2
  • Café: pH 4
Esses alimentos deixam um traço alcalino, mas têm um efeito acidificante no corpo.

DIFERENTES VERSÕES DAS TABELAS

Há várias versões das tabelas de alimentos alcalinos e ácidos na internet e em livros. Os seguintes alimentos são algumas vezes atribuídos ao lado ácido e algumas ao lado alcalino. Lembre-se, você não precisa comer apenas alimentos na lista dos alcalinos, apenas se certifique de que uma boa porcentagem dos alimentos que você come venham desse lado. Além dos motivos já citados, eles também são bons para ganhar massa muscular e perder gordura.
  • Castanha do Pará
  • Couve de Bruxelas
  • Trigo sarraceno
  • Caju
  • Galinha
  • Milho
  • Queijo cottage
  • Ovos
  • Linhaça
  • Chá Verde
  • Chá de Ervas
  • Mel
  • Kombucha
  • Feijão-de-lima
  • Xarope de Bordo
  • Leite
  • Castanhas
  • Leite Orgânico (sem pasteurizar)
  • Batata
  • Semente de abóbora
  • Quinoa
  • Chucrute
  • Produtos de Soja
  • Brotos de sementes
  • Jerimum
  • Sementes de Girassol
  • Tomates
  • Iogurte

Aqui Está Uma Lista Que Vai Dos Alimentos Mais Alcalinos Aos Mais Ácidos

Extremamente Alcalinos

  • Limão, melancia

Formadores de Alcalinos

  • Melão Cantaloupe, semente caiena, tâmara, figos, laminariales, lima, manga, melão, mamão papaia, algas, uvas sem semente, agrião.
  • Aspargo, sucos de frutas, uvas, kiwi, maracujá, pera, abacaxi, uvas passas, ameixas umeboshi, e sucos de vegetais.

Moderadamente Alcalinos

  • Maçã, alfafa, damasco, abacate, banana, groselha, tâmaras, figos, alho, toranja, uva, goiaba, ervas, alface, nectarina, pêssego, pera, ervilha, abóbora, sal marinho.
  • Maçã, feijão, beterraba, pimentão, brócolis, repolho, alfarroba, couve-flor, gengibre, uva, alface, laranja, pêssego, ervilha, batata, abóbora, framboesa, morango, milho, nabo, vinagre.

Levemente Alcalinos

  • Amêndoas, alcachofra, couve-de-bruxelas, cereja, coco, pepino, berinjela, mel, alho-poró, cogumelos, quiabo, cebola, pickles, rabanete, sal marinho, temperos, tomate, vinagre.
  • Castanhas, gema de ovo, leite de cabra, maionese, azeite de oliva, sementes de gergelim, soja, queijo de soja, leite de soja, brotos de grãos, tofu, tomate, levedura.

Neutro

  • Manteiga, creme, leite de vaca, margarina, óleos (exceto azeite de oliva) e iogurte.

Moderadamente Ácidos

  • Banana, cevada, mirtilo, farelo, manteiga, cereais, queijos, bolachas, cranberry, feijão seco, coco seco, clara de ovo, ovo inteiro, frutose, leite de cabra, mel, ketchup, xarope de bordo, leite.
  • Melaço, a maioria das castanhas, aveia, mostarda, azeitona (no vinagre), macarrão, doces, ameixas, pipoca, batata, arroz, sementes, molho de soja e pão.

Extremamente Ácidos

  • Adoçantes artificiais, carne, cerveja, pães, açúcar mascavo, refrigerantes, cereais, chocolate, cigarros e tabaco, café, creme de trigo, custard, veado, drigas, peixe, farinha, sucos de frutas com açúcar, geleias, gelatinas, cordeiro.
  • Destilados, xarope de bordo, melaço, macarrão, pickles, porco, aves, frutos do mar, açúcar, sal, chá, pão branco, vinagre branco, alimentos integrais, vinho e iogurte.